Líder de negócios apela à mudança das regras de participação com África

LAGOS, Nigéria, July 1, 2013/African Press Organization (APO)/ — Nas véspera da sua partida para Dar es Salaam, Tanzânia, como parte de uma delegação de líderes de negócios de elevado perfil seleccionados pela Casa Branca para se reunirem com o Presidente Obama, Tony O. Elumelu, presidente de um dos mais diversificados grupos de investimento em África (http://www.heirsholdings.com), reiterou a sua mensagem para que os Estados Unidos e os investidores internacionais se envolvam proactivamente com África com vista ao desenvolvimento do continente.

Photo Tony Elumelu: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/photos/tony-elumelu.jpg

Logo: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/heirs-holdings.jpg

Numa entrevista muito abrangente (disponível para transferência em AllAfrica.com), Elumelu falou sobre a mudança do paradigma das regras de participação para África e quem procura investir no continente deve considerar alinhar-se com uma filosofia económica a que chama Africapitalismo. O conceito parece estar a ganhar ímpeto no continente e além-fronteiras – o diário britânico The Guardian publicou ontem um artigo sugerindo como um possível novo modelo para o desenvolvimento africano.

“A história económica de África tem sido caracterizada pela indústria da extracção e práticas de procura de rendas que não criaram qualquer desenvolvimento significativo. O Africapitalismo defende simplesmente que existe uma forma melhor e mais ética de investir em África para um futuro sustentável. Gostaria de ver investidores africanos e internacionais a rever as suas estratégias para África. Sim, estamos abertos aos negócios, mas não a qualquer custo. As nossas regras de participação mudaram”, afirma Elumelu.

Espera-se que Elumelu faça parte de um grande anúncio que o Governo dos Estados Unidos irá fazer acerca da indústria energética. Através da Transcorp, uma das empresas em que o Heirs Holdings investiu, o grupo investiu recentemente cerca de 300 milhões de dólares na maior central eléctrica da Nigéria, situada em Ughelli, no estado do Delta durante o recente processo de privatização da eléctrica pelo governo da Nigéria.

Comentando a motivação por trás do investimento no sector da energia, afirmou: “O acesso ilimitado a energia económica num país muda toda a sua actividade e impulsiona exponencialmente o desenvolvimento de um país.”

Continuou Elumelu, “Não se trata apenas das crianças poderem fazer os seus trabalhos de casa ou de ser possível ligar computadores e telefones e aldeias rurais; trata-se também do impacto que o acesso a energia económica terá no ecossistema financeiro. Os preços irão baixar, os empresários poderão expandir-se e inovar e, como resultado, serão criados mais empregos. Isto é o Africapitalismo em funcionamento.”

Investimentos à parte, Elumelu tem manifestado profusamente a sua opinião acerca da energia, o que tem fomentado muita especulação sobre o facto de Elumelu estar a procurar um impacto significativo neste sector, tal como fez na banca enquanto desempenhou as funções de CEO do Grupo do UBA.

“Desempenhámos um papel transformativo na democratização do sector da banca numa altura em que ninguém prestava muita atenção a África, afirma Elumelu. “Tínhamos uma estratégia clara, a vantagem de termos dado o primeiro passo e uma compreensão do que o mercado precisava e estamos concentrados em fazer o mesmo no sector da energia. Vamos pegar numa antiga central gerida pelo governo que precisa desesperadamente de reabilitação e vamos duplicar a sua capacidade nos dois primeiros anos de operações. Até 2017, vamos gerar 1000 MW de electricidade e os nigerianos em todo o país vão sentir o impacto de energia económica e consistente.”

Distributed by the African Press Organization on behalf of Heirs Holdings.

Transfira a entrevista de Tony O. Elumelu na íntegra em http://allafrica.com/stories/201306271650,html?viewall=1.

Leia o artigo do The Guardian (Reino Unido) aqui: http://www.guardian.co.uk/global-development/2013/jun/26/africapitalism-african-self-empowerment

Acerca da Heirs Holdings

A Heirs Holdings (http://www.heirsholdings.com) é uma empresa de investimento privado pan-africana, que investe em projectos a longo prazo e cria valor através do desenvolvimento de novas empresas, proporcionando uma melhor gestão às existentes e executando transformações executivas. Na qualidade de investidores activos, procuramos transformar as empresas nas quais investimos e fazer com que se transformem em empresas que durem – criando valor para os nossos accionistas, bem como prosperidade económica e riqueza social para o continente. De coração, somos Africapitalistas.

Acerca do Africapitalismo

O Sr. Elumelu é o autor e principal promotor do Africapitalismo, o compromisso do sector privado para com o desenvolvimento de África através do investimento a longo prazo em sectores estratégicos da economia que fomentam a prosperidade económica e a riqueza social no continente. Transfira o livro branco do Africapitalismo em http://www.heirsholdings.com

Powered by WPeMatico

Share
This entry was posted in African News. Bookmark the permalink.

Leave a Reply